Há professores e mestres

Nessa semana Santa Catarina perdeu um de seus grandes mestres.

Digo Santa Catarina porque prof. Hyppolito do Valle Pereira Filho ministrou aulas nas grandes cidades do estado em sua longa carreira de quase 50 anos como docente.
Prof. Hyppolito era chamado carinhosamente pelos seus estudantes de “Highlander”, porque eles achavam que uma pessoa não poderia saber tanto em uma só vida.
Depois de uma brilhante carreira dedicada ao Departamento de Engenharia Mecânica da UFSC, onde formou engenheiros que hoje brilham nas grandes empresas brasileiras, passou a ministrar aulas para os estudantes do Curso Técnico de Refrigeração e Ar Condicionado (Câmpus São José) e para cursos de pós-graduação lato sensu – Engenharia de Segurança do Trabalho. Devo um pouco a ele e ao professor Gilson Jandir minha entrada na então ETFSC, pois eles me avisaram que seria aberto o concurso público.
Prof. Hyppolito se graduou na primeira turma de engenharia mecânica da UFSC em 1966/1967. Nesse período já ministrava aulas na antiga escola industrial e em cursinhos.
Foi o primeiro professor do Departamento de Engenharia Mecânica a obter doutorado nos EUA – Texas em 1974. Ele sempre gostou de astronomia. No doutorado realizou seu sonho ao realizar parte de suas pesquisas na Nasa (Houston).
Sua vida dará um livro rico de histórias.
Era além de um grande engenheiro e pesquisador, astrônomo amador, pintor, desenhista e grande contador de estórias.
O mais importante que aprendemos com ele é que não importa o quanto de sucesso possamos ter, devemos ter a humildade para tratar todos da mesma forma.
Como docente ele me ensinou e custei a aprender que nossa preocupação maior não deve ser o plano de ensino. Devemos sim, primeiro de tudo, prender a atenção do aluno para depois compartilhar nossas experiências.
Prof. Hyppolito  conversava com os alunos assuntos dos mais diversos.
Muitas vezes contava estórias mirabolantes para conseguir prender a atenção e, quanto menos os alunos esperavam, ele pegava o gancho da estória para levá-los a compreender o assunto da matéria. Ele era habilidoso em “conectar pontos”, conforme dizia Steve Jobs.
Tenho orgulho de ser um de seus “pupilos” como ele mesmo dizia. Tenho orgulho de tê-lo também como um grande orientador da vida. Ele é um de meus mestres memoráveis como prof. Perineti de matemática (Marília), Prof. Clezar, Prof. Prata e prof. Rogério Ferreira.
Espero que seus ensinamentos possam continuar inspirando a juventude catarinense: Devemos e podemos ser grandes, mas devemos ser humildes de verdade.
Prof. Hyppolito dificilmente será esquecido. Um mestre de verdade.
Atenciosamente,
Prof. Jesué Graciliano da Silva

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s